Ad Home

Rinoceronte-de-java é declarado oficialmente extinto A extinção do rinoceronte-de-java foi divulgada durante o Seminário Sobre Biodiversidade 2017.


Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
O vice-ministro dos Recursos Naturais e do Meio Ambiente da Malásia, Datuk Dr. Hamim Samuri, declarou o rinoceronte-de-java (rhinoceros sondaicus) oficialmente extinto durante o Seminário Sobre Biodiversidade 2017.
O rinoceronte-de-java está oficialmente extinto (Foto: Animal Corner)
“Dos últimos registros da lista de vida selvagem da Malásia, o rinoceronte-de-java está extinto, enquanto outros quatro animais, Rinoceronte de Sumatra, Tigre Malaio, Sunda Pangolin e Gaur (Bisonte indiano) são considerados espécies críticas”, afirmou Samuri.
Em 2010, a presença de rinocerontes-de-java em estado selvagem alcançou um recorde histórico, segundo Samuri. Naquela época, três espécies dos rinocerontes foram registrados pelo Departamento de Silvicultura, mas estes ano as espécies não foram mais encontradas, mesmo com a utilização de câmeras e outros métodos de monitoramento.
A redução do habitat, o tráfico e acidentes rodoviários foram as três principais causas que levaram à extinção do rinoceronte. Além dele, outras 12 espécies foram avaliadas como em perigo, 14 como vulneráveis e 33 como ameaçadas. As informações são do portal Juice Online.
“Nossa vida selvagem está enfrentando várias ameaças devido à redução de habitats e áreas devido ao desmatamento. Além da perda de habitat, as populações de vida selvagem também diminuíram, principalmente tigres e elefantes, após atividades de caça à vida selvagem e tráfico de animais”, disse Samuri.
“Os números de rinocerontes de Sumatra, Pangolin e Gaur (Bison) estão diminuindo em comparação aos números anteriores. Por exemplo, eram apenas dois rinocerontes de Sumatra que estavam vivos, e esses dois eram idosos e não podiam criar mais. Quanto ao tigre malaio, havia apenas 250 tigres quando, na realidade, deveríamos ter mais mil”, acrescentou.
Fonte: ANDA
Tecnologia do Blogger.