Ad Home

Aos 42 anos, Popó se despede dos ringues com vitória: ‘Já bati muito, agora é voltar pra casa’

Boxeador encerra a carreira com o cartel de 43 lutas, 41 vitórias (sendo 34 por nocaute) e apenas duas derrotas




Acelino “Popó” Freitas se despediu de vez dos ringues, na madrugada deste domingo (12), no ginásio Mangueirinho, em Belém (PA), com mais uma vitória para a sua coleção.
O pugilista baiano, de 42 anos, ganhou por decisão unânime dos jurados (75×74, 76×73 e 75×74) após oito rounds do mexicano Gabriel Martinez, encerrando a carreira com o cartel de 43 lutas, 41 vitórias (sendo 34 por nocaute) e apenas duas derrotas.
Ele conquistou quatro títulos mundiais – pesos super-pena pela Organização e pela Associação Mundial de Boxe e leve pela Organização Mundial de Boxe (duas vezes). O brasileiro havia se aposentado pela primeira vez em 2006, retornou no ano seguinte e depois parou.
Em 2011, voltou aos ringues para que seu filho o visse em ação, ganhou um duelo cheio de provocações contra Michael Oliveira. Quatro anos depois, disputou outro combate e venceu por nocaute o argentino Mateo Veron.
No duelo de sábado, Popó não teve vida fácil contra “El Rey”, inclusive sendo derrubado no segundo round, mas conseguindo se recuperar. Além disso, o mexicano perdeu um ponto ao final do sétimo round quando acertou um golpe no brasileiro após soar o gongo.
“42 anos não é mais 32, foi bom parar assim. Se a gente para com nocaute seria golpe de sorte, ficaria com um gosto de quero mais, mas quis trazer um adversário bom, a vitória foi valorizada. Obrigado a todos. Se a gente não fizer as loucuras, nunca vamos saber quem verdadeiramente somos”, disse Popó ao final da luta.
“A minha história está aí para ser contada para meus filhos, netos e bisnetos. Já bati muito, agora é voltar para casa”, brincou o agora ex-boxeador baiano.
Redação: Varela Noticias
Tecnologia do Blogger.