Ad Home

Incêndio na Chapada Diamantina na Bahia

Fogo atinge área próxima à Chapada





Dois pontos de incêndio de grandes proporções exigiram trabalho reforçado por parte de bombeiros, brigadistas e voluntários nesta terça-feira, 24, no interior da Bahia. Os focos estão localizados na zona rural de Ibicoara, ao sul do Parque Nacional da Chapada Diamantina (PNCD), e em Morpará, cidade ribeirinha do rio São Francisco, na região oeste.
Com 7.380 focos de incêndio registrados este ano pelo Programa de Monitoramento de Queimadas do Instituo Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o estado teve um crescimento de 26% sobre o número registrado no mesmo período no ano passado, quando 5.833 pontos foram identificados pelo programa entre o início do ano até o dia 23 de outubro.
Na Chapada Diamantina, de acordo com a coordenadora do PNCD, Soraya Martins, brigadistas contratados pelo Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio) e pelo PrevFogo de Itaetê, além de voluntários de Ibicoara e agentes de apoio da prefeitura local, têm dificuldades para debelar o fogo.
“Temos 40 pessoas lutando contra o fogo, que está em local de mata atlântica, com difícil acesso e se propagando também no subterrâneo através de materiais orgânicos decompostos, depositados entre as pedras das montanhas”, explicou.
Nestes casos, os combatentes precisam abrir buracos para ter acesso ao fogo, que pode ficar dias sem se manifestar no subsolo e reacender em outros lugares.
Embora este incêndio florestal não esteja dentro da área do PNCD, a intenção das equipes do ICMBio é evitar que o fogo chegue até a área de proteção.
“As equipes seguem estratégias de combate em solo, pois não temos aeronaves, o que facilitaria o trabalho. Brigadistas e voluntários estão em situação de extrema dificuldade, em um trabalho de herói”, disse Soraya.
Semiárido
No município de Morpará, a 655 km de Salvador, diversos focos foram registrados nas últimas semanas, de acordo com o assessor da prefeitura Erick Bastos.
Um incêndio de grandes proporções atingiu na Serra de Morpará, que fica ao lado da cidade, desde o último fim de semana. O fogo queimou a vegetação ressequida de caatinga e chegou próximo das antenas da central de comunicação e do centro de abastecimento de água e de residências.
Nesta terça, a Defesa Civil do município realizou uma reunião com diversos setores da comunidade de Morpará, quando foram debatidas estratégias de combate e a necessidade de buscar apoio especializado. Até esta terça, o órgão não tinha conhecimento da dimensão das áreas atingidas pelo fogo nos últimos dias.
“O prefeito solicitou e uma equipe do 17º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Barreiras está chegando hoje para auxiliar o combate que vinha sendo feito por voluntários e equipes da prefeitura”, afirmou o assessor.
Miriam Hermes - Jornal A Tarde

Tecnologia do Blogger.