Ad Home

Dez linhas metropolitanas sofrem mudanças a partir desta segunda






Inicialmente, alterações valeriam a partir da quarta (25), mas houve um adiamento
As alterações em dez linhas de ônibus da Região Metropolitana de Salvador (RMS) começam a valer a partir desta segunda-feira (30). Linhas que circulam nas avenidas Prof. Pinto de Aguiar (Patamares), Jorge Amado (Imbuí), Magalhães Neto (Pituba) e Rua Arthur de Azevedo Machado (Costa Azul) terão itinerário e ponto final alterado.
Inicialmente, as mudanças começariam a valer a partir da quarta passada (25), mas houve um adiamento para explicar melhor o que será alterado, segundo o secretário da Casa Civil, Bruno Dauster. “Houve interpretações equivocadas que geraram dúvida, como a circulação de notícias de que algumas linhas seriam extintas e de que pessoas perderiam seus empregos. Isso não é verdade”, garante
As linhas que circulam no corredor da Avenida Pinto de Aguiar, 860I.URB, 857.URB, 881.URB, 843.URB e 849.URB, que iam para o Itaigara, Calçada ou Terminal da França, terão itinerários encurtados na estação Pituaçu.
Já as linhas 882.URB e 882A.URB (Portão e Vida Nova x  Terminal da França) serão encurtadas na estação Pernambués, de onde retornam aos seus itinerários de origem. O mesmo vai ocorrer com as linhas 879.URB e 886.URB (Lauro de Freitas e Jauá x Terminal da França), que também passam a ter a Estação Pernambués como ponto final. 
O passageiro que desejar seguir até o Terminal da França, Calçada, ou outra localidade, deverá integrar com o metrô e posteriormente com um ônibus urbano nos terminais intermediários, utilizando os cartões Metropasse, CCR Metrô ou Salvador Card, pagando apenas uma passagem.
Fiscais da Agerba vão acompanhar os primeiros dias da alteração. Dúvidas, reclamações e elogios podem ser registrados junto à Ouvidoria da agência reguladora por meio do telefone 0800 071 0080 ou e-mail agerba.ouvidoria@agerba.ba.gov.br. 
A expectativa é que as mudanças ajudem a diminuir o tempo de espera por ônibus na RMS, além de deixar a viagem mais rápida integrando com o metrô. A redução do trajeto de algumas linhas também deve melhorar a mobilidade na capital baiana, avalia o governo.
Correio24horas
Tecnologia do Blogger.