Ad Home

Animais de estimação no Feng Shui





Simbologia e Considerações interessantes

Os animais domésticos, aqueles que escolhemos para ‘morarem’ conosco, são seres cheios de vitalidade, representam a plenitude da vida. Eles emitem vibrações positivas, auxiliando na harmonização do lar. Possuem sensibilidades diversas das nossas, o que faz com que atraiam para si problemas de energia da casa que não percebemos e ajudam a resolvê-los ou, pelo menos, a amenizá-los, por isso melhoram o astral da família.
É sempre bom ter por perto a companhia de um bichinho.
Hoje em dia, com o aumento de lojas que comercializam animais ‘exóticos’, está se tornando comum a companhia de animais como aranhas caranguejeiras, lagartos, cobras, entre outros. São mantidos em casa, em pequenos ‘terrários’ – como se fossem aquários sem água, e é possível comprar seu alimento: larvas e outros bichos.
Abaixo, descrevemos a simbologia de alguns animais e sua participação benéfica em nossas vidas.
Os gatos limpam e renovam as vibrações da casa. Eles circulam pelos ambientes e detectam onde a energia está em baixa. Como se apegam muito a casa, viram os guardiões do lar. Segundo a radiestesia, o gato é capaz de captar e transformar a energia negativa dos ambientes, por isso é que são atraídos por energias de baixa frequência e se dão bem onde haja vibrações instáveis. Por esse motivo é comum encontra os gatos em cima de tvs, aparelhos de som e computadores. Eles apontam o lugar em que a energia não está boa para o ser humano e esse aviso protege os moradores.
cachorro é um animal com espírito infantil. Ele se apega às pessoas e gosta de locais alegres e tranquilos. Os cães percebem onde está a energia boa. Em geral, um cachorro doméstico fica sempre em lugares repetidos: é porque nesses lugares a vibração de energia é muito positiva.
Os peixes são os principais símbolos de prosperidade do feng shui. Um aquário contendo uma quantidade ímpar de peixinhos dourados revigora o ch’i e acrescenta uma qualidade nova, cheia de vida, ao cômodo.
Os pássaros transmitem felicidade e harmonia através de seu canto e de sua plumagem. Simbolicamente está associado ao céu e, por seu voo, à elevação. Personifica a imaterialidade da alma, a liberdade.  Transmite a ideia de que somos livres para ‘voar e buscar nossos caminhos’.
tartaruga representa estabilidade, e sua calma se reflete em paz e segurança para o lar. Ela transmite a ideia de vida longa para os moradores, afasta doenças e atrai sorte e felicidade. Para os chineses é a representação do Universo: sua carapaça, redonda e plana, é como o céu na parte superior e como a terra na parte inferior. Ter uma tartaruga pode nos ajudar a focalizar pensamentos e ações, a respeitar nossos próprios limites, a aumentar nossa tenacidade e paciência.
morcego é um símbolo chinês de felicidade, já que seu nome fu tem o mesmo som de fu que significa riqueza. Além de ser um animal ‘quadrúpede’ e uma ‘ave’ ao mesmo tempo. Para os chineses, cinco morcegos juntos representam longevidade, saúde, fortuna, amor à virtude e morte natural. Esta não é uma dica para criar morcegos, mas pode bem atenuar os preconceitos que mantemos sobre eles.
As borboletas representam os ciclos da vida, movimento e mudança. Contemplando-as, podemos refletir sobre união, autotransformação, clareza mental, novas etapas, liberdade e renascimento. Lembramos que ‘em todo fim há um começo’.
“As andorinhas trazem sorte às casas e a cegonha entrega as crianças” são antigos ditados populares, porque esses animais só constroem ninhos em locais isentos de radiações! Neles as pessoas também se sentem bem e saudáveis, e as mulheres podem trazer ao mundo crianças com saúde. Entre os animais “atraídos por radiações” estão os gatos, as abelhas, as formigas, os demais insetos, os bacilos e os vermes. O gato  sempre se deita sobre um cruzamento de veios; no mínimo, sempre um local de fortes radiações. As formigas e também as abelhas selvagens sempre constroem suas casas sobre um cruzamento de veios d’água.
aranha simboliza a manifestação da Lua, dedicada à fiação e tecelagem. Para alguns povos orientais, ela representa a criadora cósmica, a divindade superior ou o demiurgo.
hamster é um bom animal de estimação, embora, quando escape, possa ser difícil recapturá-lo, em razão de sua velocidade. É dócil e brincalhão. Pode ser criado em gaiolas ou em um terrário com grade.
rato,na simbologia, muitas vezes mencionado no folclore celta, é símbolo da astúcia e do segredo… Na Índia aparece como montaria do benéfico deus Ganesha; no Japão, acompanha o deus da riqueza. Segundo a tradição medieval, quando aparece em sonhos significa que é preciso prestar atenção nas palavras e nas pequenas coisas da vida.
camaleão, também conhecido por iguana, também já é um animal possível de criar como  ‘de estimação’! É um animal sagrado, na simbologia africana, visto como o criador dos primeiros homens. Nunca é morto, e quando é encontrado no caminho, tiram-no com precaução, por medo do trovão e do relâmpago.
As rãs, sapos e outros anfíbios têm sido igualmente adorados e perseguidos como personagens de contos, ingredientes da medicina popular, seres espirituais ou simplesmente como alimento. E, atualmente, como animais de estimação. Nas culturas asiáticas antigas e nas civilizações pré-colombianas das Américas, o sapo era considerado como uma divindade, a grande Mãe Terra, a origem e o fim de toda a vida.
salamandra já é considerada um animal de estimação! No Brasil, temos apenas uma única espécie, que se encontra no norte do país – Bolitoglossa paraensis. Diz a lenda que as salamandras  gostam de fogo e que não se queimam ao andar por ele; isto se deve ao fato de que elas gostam de lugares úmidos, principalmente lenhas, que quando colocadas no fogo, elas fogem de lá para não serem queimadas.

Sobre os animais mais comuns de se ter em casa: cachorros, peixes e pássaros são bastante sensíveis às energias telúricas (“radiações do solo” que tem origem nos veios d’água subterrâneos e sobem verticalmente à superfície terrestre; geralmente têm um efeito prejudicial sobre o homem), preferindo se afastar delas, já os gatos procuram estas zonas para descanso. Obviamente se não tiver nenhum ponto de energia telúrica na casa seu gato terá que deitar em algum lugar mesmo assim, e se toda a casa for ruim o cachorro também terá que se deitar.
O importante é prestar atenção, expandir a faculdade de percepção com o auxílio da presença dos animais. Desenvolver-se…
Por: Sônia Volpe Maciel
(Fontes: radiestesia.net ; blog do verdinho ; blog brigue beagle)
Tecnologia do Blogger.