Ad Home

Com novo sistema, Prefeitura promete punir usuários que usam o SalvadorCard indevidamente

Passageiros de ônibus em Salvador que utilizam cartões de gratuidade para deficientes e meia-passagem de forma irregular estão sujeitos ao cancelamento ou suspensão do benefício. Isso porque 2,4 mil ônibus – dos 2,6 mil que compõem o sistema – já contam com o sistema Cit Imagem, informou nesta quinta-feira (3/8) a Prefeitura.
Segundo a gestão, a tecnologia realiza biometria facial dos passageiros, por meio de microcâmeras instaladas próximo às maquinetas onde a passagem é registrada. Na prática, assim que o usuário registra a passagem no, antes de passar pela catraca do coletivo, o sistema verifica se o passageiro que está utilizando o cartão é o titular.
Caso seja constatado uso indevido do bilhete eletrônico, o passageiro tem a suspensão preventiva do benefício por 180 dias e será notificado para que apresente, no prazo de 10 dias, a defesa para uma Comissão Interdisciplinar responsável por fazer o acompanhamento e análise do processo.
Segundo a Secretaria de Mobilidade (Semob), apenas no mês de junho, 30 milhões de pessoas utilizaram ônibus na cidade. Desse montante, 24% usaram o bilhete eletrônico indevidamente, o que resultou no prejuízo mensal de R$ 4,2 milhões. Durante todo o ano de 2016, o rombo decorrente de fraudes chegou a R$ 70 milhões. No ano anterior, ainda pelas contas da pasta, o prejuízo foi de 50 milhões.
Aratu
Tecnologia do Blogger.