Ad Home

Anticoncepcional injetável é mais ou menos eficaz que a pílula? Veja chance de gravidez

Saber qual é a eficácia do anticoncepcional injetável é a dúvida de muitas mulheres que veem nesse método uma forma de eliminar o compromisso de tomar a pílula todos os dias. A seguir, veja o quanto esse método previne a gravidez:

Eficácia da injeção anticoncepcional

Segundo a ginecologista e obstetra Andrea Godoy Lopes Graça, o anticoncepcional injetável é mais eficaz do que a pílula. "De acordo com o índice de Pearl, que é uma fórmula que mede a eficácia dos métodos, o índice de gestação com a injeção a cada 100 mulheres é de apenas 0,05 a 3 no primeiro ano de uso, já o da pílula oral combinada é de 0,3 a 8", explica.
Apesar de a diferença ser pequena, o esquecimento na tomada do contraceptivo oral é o que mais prejudica sua eficácia, fazendo a chance de engravidar cresça significativamente. Já a injeção anticoncepcional não possui esse risco, desde que a paciente se lembre de ir à farmácia tomar a dose a cada um ou três meses, a depender da posologia do medicamento escolhido.

Benefícios do método

Além da eficácia, a maior vantagem do injetável sob o contraceptivo oral é o fato de não ter de lembrar de tomar a dose todo dia, visto que uma única aplicação tem longa duração.
Assim, ele é excelente para quem tem dificuldade em seguir a rotina da pílula, como mães no pós-parto, pessoas com doenças psiquiátricas ou simplesmente quem frequentemente esquece de tomar o medicamento.
Outra indicação da injeção contraceptiva são mulheres com problemas gastrointestinais, já que não passa pelo estômago. 

Contras

Apesar da longa duração, mulheres que se incomodam com agulhas terão de lidar com a picada mensal ou trimestral nos glúteos.
Como possui os mesmos hormônios que a pílula, a injeção ainda mantém efeitos colaterais e riscos como elevada chance de problemas cardiovasculares, dor nas mamas e retenção de líquido.

Injetável ou pílula: qual escolher?

Antes de começar ou trocar qualquer contraceptivo o ideal é buscar auxílio médico, visto que cada pessoa possui suas peculiaridades que podem ser adequadas ou não a determinado método. Deste modo, a paciente evita riscos como trombose, enxaqueca e retenção de líquido.
Tecnologia do Blogger.