Ad Home

Trump é processado por aceitar dinheiro de governos estrangeiros em suas empresas


Os promotores-gerais de Maryland, Brian Frosh, e do Distrito de Colúmbia, Karl Racine, apresentaram nesta segunda-feira (12) uma denúncia contra o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por receber dinheiro de governos estrangeiros por negociações das quais ele não se desvinculou totalmente.
A ação é baseada na “cláusula de retribuições”, que proíbe aos altos funcionários americanos receber presentes ou outras formas de pagamento de governos estrangeiros. Em uma coletiva em Washington, Racine disse que o processo foi aberto na manhã desta segunda em um tribunal federal por "flagrante violação" de Trump das provisões constitucionais contra a influência do dinheiro de interesses estrangeiros ou nacionais.
Os promotores consideraram que "nunca antes" um presidente tinha tido uma conjunção tão grande de interesses econômicos dos quais não se desvinculou, o que põem "a democracia em risco". Ambos consideram que Trump está violando as cláusulas da Constituição, já que alguns governos, como o saudita, estão "adoçando" as relações com a Casa Branca mediante a despesa de milhares de dólares nos hotéis de Trump, como o Trump International Hotel.
Uma ONG de defesa da ética já havia apresentado em janeiro uma ação judicial parecida, mas esta foi a primeira por parte de instituições públicas.
metr
Tecnologia do Blogger.