Ad Home

Rui fala que é melhor nova eleição a um vice traidor na Presdiência


Sempre moderado nos ataques aos adversários políticos, o governador Rui Costa (PT) adotou ontem um discurso duro durante o evento onde assinou ordem de serviço para a recuperação de ruas do Centro Antigo de Salvador. O petista defendeu novas eleições para os cargos de presidente e vice-presidente, pois, segundo ele, é ”melhor do que um vice traidor assumir a Presidência”, se referindo ao vice Michel Temer (PMDB). Logo no início da sua fala, Rui Costa agradeceu ao deputado Bacelar (PTN), que estava presente, e os demais parlamentares da base aliada da bancada baiana, por amenizar a derrota da presidente Dilma Rousseff (PT) na votação da abertura do impeachment no último domingo (17) na Câmara.
O governador disse que os defensores do impedimento são representantes de uma “elite egoísta que não pensa no povo” e quer tirar uma presidente “honrada”. Rui Costa afirmou ainda que os favoráveis ao impeachment têm “pensamento escravocrata” e, “por isso o Nordeste foi esquecido durante décadas”. “Sinto vergonha hoje como brasileiro. Li ontem muitos jornais internacionais noticiando que um criminoso presidiu a sessão para afastar uma mulher de 69 anos que não tem sequer um crime ou citação com o nome dela. Que crime essa mulher cometeu?
O crime de não fazer negociatas”, falou o governador, ressaltando que “muitos deputados de forma hipócrita” criticaram a corrupção no país. “Quem quiser se enganar, que se engane”, frisou. 
Rui pontuou também que o ano de 2015, do ponto de vista econômico, foi prejudicado por causa do entrave político. “Alguém tem dúvida que vamos perder 2016 com essa guerra política?”, questionou. Em entrevista coletiva, ao se mostrar a favor da antecipação de um pleito para presidente, Rui Costa disse que o vice Michel Temer “não tem legitimidade” para presidir o país.
“Os baianos não querem afastamento da presidente, querem respeito ao seu voto. [...] Não sou a favor do vice assumir, porque ele tramou e armou contra a presidente. O povo não pode abrir mão do seu voto. Nova eleição é melhor do que um vice traidor e cheio de processo na Justiça assumir a Presidência. Se esta for a solução para unificar o país, que então se convoque novas eleições agora em outubro”, afirmou, lembrando que ontem senadores apresentaram uma emenda para que um novo pleito seja realizado. Questionado se acreditava na possibilidade do Senado barrar o impedimento de Dilma, Rui Costa disse que não sabia. Ressaltou, porém, que os senadores baianos vão votar contra o impeachment.

Tribuna
Tecnologia do Blogger.