Ad Home

Após aprovação no Senado, projeto que obriga motoristas acenderem faróis em estrada segue para Dilma

O Projeto de Lei que torna obrigatório a utilização de farol baixo durante o dia nas rodovias seguiu para sansão ou veto da presidente Dilma Rousseff. O texto foi aprovado no plenário do Senado na última quarta-feira (27/4).
A medida quer aumentar a segurança nas estradas e foi defendida pelo relator da matéria, senador José Medeiros (PSD-MT), que atuou como policial rodoviário federal por 20 anos.
Para ele, trata-se de um procedimento bastante simples que deverá contribuir para a redução da ocorrência de acidentes frontais nas rodovias e salvar inúmeras vidas. “O trânsito brasileiro é um dos que mais matam no mundo. São quase cinquenta mil vítimas fatais por ano. Essa proposta, além de não ter custos pode resultar em menos acidentes”, frisa o senador.
A baixa visibilidade foi apontada pelo autor da proposta, deputado Rubens Bueno (PPS-PR), como uma das principais causas de acidentes de trânsito nas rodovias. Segundo Bueno, “os condutores envolvidos continuam relatando que não visualizaram o outro veiculo a tempo para tentar uma manobra e evitar a colisão”.
O projeto altera o Código de Trânsito Brasileiro. Apesar de o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) já ter editado uma resolução recomendando o uso de farol baixo nas rodovias durante o dia, o entendimento é de que só uma norma com força de lei levaria os motoristas a adotarem a medida.
Ag Brasil
Tecnologia do Blogger.