Ad Home

Atenção aos sintomas de viroses que devem levar o paciente à emergência


Menos de duas semanas após o fim do Carnaval, as emergências dos hospitais já estão repletas de pacientes com sintomas de viroses. Muitas até poderiam ser tratadas em casa, sem necessidade de visita ao médico, mas como saber com quais realmente deve haver preocupação? Marcelo Maranhão, nutrólogo e pediatra do Hapvida, revela o que necessita de atenção redobrada.

"Todo quadro virótico pode causar febre relativamente alta, em média, de três a cinco dias", explica o médico. Vale ressaltar que a febre pode vir acompanhada de tosse, espirro, dores no corpo, moleza e falta de apetite. "Recentemente tem circulado um quadro viral que está dando bastante dor no estômago, diarreia e ânsia de vômito", completa Marcelo. Todos esses sintomas podem ser tratados em domicílio.
A ida a emergência hospitalar não deve ser adiada quando a febre for de difícil controle, ou seja, temperatura maior que 37,8º, que não diminui com um banho, compressas frias ou medicação para febre. "Outro alerta é quando a ânsia de vômito não diminuir com medicação para vômito ou quando o paciente não consegue ingerir líquido por conta do vômito", revela o médico da Hapvida. Mas um dos sinais que mais necessita de atenção é diarreia com sinais de sangue nas fezes, segundo Marcelo.

Aedes aegypti 
Além das viroses comuns no período pós Carnaval, os médicos alertam sobre o zika vírus, a dengue e a chikungunya. Essas doenças transmitidas pela picada do mosquito aedes aegypti estão levando cada vez mais pessoas às emergências. "Os principais sintomas são dores intensas no corpo, por trás dos olhos e manchas vermelhas no corpo", conta o médico. Doutor Marcelo ressalta que os sinais de alerta para a dengue hemorrágica são sangramento no corpo, dor de cabeça súbita e intensa e barriga endurecida. "Tendo qualquer um desses sintomas, o paciente deve procurar auxílio médico", conclui.

Tecnologia do Blogger.