Ad Home

Turista poderá conhecer Salvador de bike; saiba como

Mais uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Salvador para incentivar o uso de bicicletas e fomentar o turismo na primeira capital do Brasil.

A partir de Janeiro, o visitante que irá se hospedar em 13 estabelecimentos da rede hoteleira soteropolitana poderá conhecer os pontos turísticos da cidade, aderindo ao projeto piloto no Brasil “Bike Turista” lançado ontem, à tarde, no Palácio Thomé de Souza, pelo prefeito ACM Neto e o presidente da Saltur, Isaac Edington. Inicialmente serão disponibilizadas aproximadamente 140 bicicletas, fruto de uma parceria entre a Prefeitura, por intermédio do Movimento Salvador Vai de Bike, com o Banco Itaú, em parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Bahia e com operação da Compartibike.
 “Pela primeira vez nós estamos fazendo um circuito de hotéis que vão estar dotados dessas estações de bicicletas. O turista vai poder, através de um cartão, se cadastrar para utilizar dessas bicicletas em toda a cidade, tendo também a oportunidade de viver, de conhecer e de sentir Salvador mais de perto. Quando a gente está dentro de um carro, ou dentro de um ônibus, a gente não sente a cidade tão intensamente como, por exemplo, andando de bicicleta. Então facilitará a mobilidade dos turistas, é mais um serviço à disposição de quem quer vir para Salvador e, é claro, vai permitir que esta experiência do turista em nossa cidade seja ainda mais admirável e inesquecível”, disse o prefeito ACM Neto durante o lançamento do projeto “Bike Turista”.
“Eu tenho certeza que a adesão será muito grande de todos os hotéis, pois, repito, será uma forma diferente de o turista vivenciar a cidade utilizando, muito, este meio de locomoção”, acrescentou o prefeito sobre o projeto, que terá manutenção dos parceiros envolvidos, fiscalização e acompanhamento.
Na oportunidade ACM Neto relembrou a implantação do Salvador Vai de Bike em 2013 como um projeto que mudou a cultura dos moradores da cidade, ao incentivar o uso da bicicleta. Investimentos posteriores feitos pela administração municipal, a exemplo da recuperação e ampliação de ciclovias, assim como a implantação de ciclofaixas e ciclorrotas, ajudaram a capital baiana a se tornar uma das cidades que mais avançou na promoção da cultura da bike nos últimos anos, refletindo inclusive no aumento do número de bicicletas comercializadas. “A bike se tornou uma política pública de Salvador e vamos avançar ainda mais”, salientou.
Hóspede pode se cadastrar
O projeto piloto, segundo avaliação do secretário municipal de Cultura e Turismo (Secult), Érico Mendonça, coloca Salvador na vanguarda ao permitir que o turista possa visitar a cidade de uma outra maneira. A expectativa da pasta é de que 1,8 milhão de turistas visite a capital baiana no verão 2015/2016.
O hóspede no hotel vai poder se cadastrar na recepção do hotel, apresentando informações pessoais e os dados do cartão de crédito. Após o cadastro, receberá o cartão Bike Turista e, em seguida, escolher entre três tipos de passe: o diário por R$ 7, para três dias por R$ 10 ou o semanal por R$ 20. O empréstimo precisará ser renovado a cada quatro horas, em qualquer estação e se dará com a digitação da senha escolhida e o número do cartão recebido, que permitirá então selecionar a bicicleta desejada. O usuário cadastrado poderá retirar e devolver a bicicleta em qualquer hotel cadastrado no projeto, todos situados entre o Centro da cidade e o bairro de Stella Maris.
“O esforço nosso é oferecer um serviço a mais para o turista na cidade de Salvador. O turismo vive muito de diferenciais e este é um diferencial claro da cidade, de implantar um  serviço como este, em parceria com os hotéis. O Bike Turista tem como objetivo estimular o desenvolvimento turístico e o uso da bicicleta. Salvador é propício para isso, pois possui uma das maiores orlas cicláveis do país. A partir de janeiro estaremos instalando as primeiras estações de bicicletas. Até o início de fevereiro todas as 13 estações devem estar instaladas”, garantiu o presidente da Saltur e coordenador do Movimento Salvador Vai de Bike.
 Na opinião do presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Bahia, Manolo Garrido, este novo projeto “vai aumentar a permanência do turista na cidade. É uma ação que nós só parabenizamos. O turista representa renda e emprego para o município e o turismo representa hoje 20% do PIB de Salvador”, comentou.
 “É uma iniciativa excelente. No mundo todo a bike é amplamente divulgada. No exterior se anda muito de bicicleta, o estrangeiro gosta disso, tem essa cultura. Nada mais justo que o turista chegue aqui e conheça as belezas de nossa cidade de bike”, opinou Raul Queiroz, empresário do setor hoteleiro. “É mais um valor agregado à hospitalidade baiana, a gente oferecer oportunidade ao turista de conhecer melhor a cidade”, acrescentou Thales de Azevedo Filho, também dono de hotel na primeira capital do Brasil.    
Tecnologia do Blogger.