Ad Home

Toledo perde e dá adeus ao título; Medina e Mineirinho seguem na briga

O brasileiro Filipe Toledo, segundo no ranking e até então o surfista nacional com mais chances de título no Mundial de Surfe, em Pipeline, no Havaí, deu adeus ao sonho de ser campeão pela primeira vez ao ser derrotado pelo havaiano Mason Ho. Filipinho, campeão em três etapas nesse mundial, não teve bom desempenho em comparação com outras etapas. Último campeão, Gabriel Medina avançou, assim como Adriano Dias, o Mineirinho. Os dois seguem na disputa com o australiano Mick Fanning, líder da temporada.
Durante toda a bateria, Toledo não arriscou muito, enquanto seu adversário tentava, mesmo não obtendo boas notas. No final, o brasileiro tinha uma somatória de 6,67 e o adversário 1,93. Nas últimas ondas, Mason Ho surpreendeu e pegou um tubo nota 5.00, somando 6,93 e superando Toledo, que manteve sua nota anterior. "Foi o melhor ano da minha carreira, briguei pelo título, tive minha chance, mas não aconteceu este ano ainda", lamentou Toledo após sair das águas na praia de Pipeline.
Mais cedo, na primeira bateria do dia, o atual campeão e quarto colocado Gabriel Medina venceu com facilidade o sul-africano Jordy Smith. O brasileiro escolheu bem as ondas e pegou dois tubos que lhe garantiram o resultado final de 15,84 contra 4,50 do adversário. Mesmo sendo o surfista nacional com menos chances, Medina vai para a quarta fase e segue vivo para o sonho do bicampeonato.
Horas depois de saber da morte de um irmão, o líder do ranking Mick Fanning buscou forças e confirmou seu favoritismo ao bater o havaiano Jamie O'Brien por 12,14 contra 2,70 e avançar à quarta fase. Na última bateria, Mineirinho venceu o irlandês Glen Hall por 10 a 4,70 e se manteve na cola de Fanning. A quarta fase acontece ainda nesta quarta-feira.
Tecnologia do Blogger.