Ad Home

CPI do Futebol vai ouvir dirigentes próximos a Del Nero

A CPI do Futebol do Senado vai intensificar as audiências com dirigentes de futebol mais próximos ao presidente da CBF, Marco Polo Del Nero. Já nesta quarta (21), seis presidentes de federações que dão suporte ao mandatário vão ser ouvidos em Brasília.
Para o presidente da CPI, senador Romário Faria (PSB-RJ), é preciso saber que interesses poderiam justificar uma relação de apoio irrestrito a Del Nero, desses dirigentes, num momento em que o presidente se recusa a viajar para o exterior a fim de representar a CBF em eventos e assembleias da Confederação Sul-Americana e da Fifa.
Foram convidados para a audiência André Luiz Pitta, da federação goiana e diretor de Desenvolvimento e Projetos da CBF, e Reinaldo Bastos, da federação paulista e diretor de Coordenação da confederação.
Também são aguardados nesta quarta Heitor Costa Junior, de Rondônia, que tem um filho como alto funcionário da CBF; Evandro Carvalho, de Pernambuco, e Mauro Carmélio, do Ceará, dois presidentes fiéis a Del Nero; além de Antônio Roberto Góes, do Amapá, um dos integrantes da bancada da bola no Congresso, como deputado federal pelo PDT.
Uma pergunta de Romário não vai faltar na audiência. Se os presentes têm conhecimento da articulação de um “golpe” – como define o senador – em curso na CBF para evitar que Delfim Peixoto, o vice-presidente mais velho, ocupe a presidência na eventualidade de Del Nero deixar o cargo.
Ainda nesta quarta, Gustavo Vieira, do Espírito Santo, também vai ser ouvido pela CPI. O dirigente é um dos mais novos em comando de federações e tem procurado se manter à distância do embate político na CBF.
Tecnologia do Blogger.