Ad Home

Em decisão de nove gols, Barça vence Sevilla na prorrogação e conquista Supercopa Europeia


O torcedor presente na Dinamo Arena, em Tbilisi, na Geórgia, se divertiu com a final da Supercopa Europeia. O duelo começou com três golaços de falta e terminou em 4 a 4 no tempo normal. A decisão foi somente na prorrogação. Coube a Pedro, que possivelmente fez seu último jogo pelo clube, marcar o gol do título do Barcelona sobre o Sevilla.
Com a conquista, os Culés se igualaram ao Milan como maiores vencedores do torneio, chegando ao quinto título da competição, que já teve 40 edições.

Gols de falta marcam primeiro tempo
O jogo não poderia ter começado melhor. Logo aos três minutos, o Sevilla conseguiu uma falta na entrada da área. Banega bateu com perfeição e inaugurou o marcador.
A resposta do Barcelona foi na mesma moeda. Messi cobrou no ângulo e Beto não conseguiu chegar. Dois gols em menos de dez minutos de partida.
Aos 15 minutos, outra falta. De novo Messi. O argentino cobrou no canto de Beto e a bola ainda bateu ainda bateu na trave antes de encontrar a rede. 2 a 1.
O terceiro tento poderia ter saído aos 28, com a bola rolando. A jogada foi bonita, e legal, mas o bandeira acabou por assinalar impedimento de Suárez na hora da conclusão.
Já aos 43, não teve jeito. Suárez até desperdiçou na primeira, mas ficou com o rebote e deu o gol para Rafinha. O Barça foi superior e mereceu ir ao intervalo com a vantagem.

Mais gols
A partida seguiu movimentada na segunda metade, e com gols. A defesa do Sevilla ajudou um bocado. Após um erro na saída de bola, Busquets ficou com ela e deu ótimo passe para Suárez marcar.
A equipe da Andaluzia tentou voltar ao jogo aos 12 minutos, quando José Antonio Reyes aproveitou cruzamento da esquerda e diminuiu para 4 a 2.
O jogo só foi ganhar em emoção aos 26 minutos, quando o mediador viu pênalti de Mathieu. Gameiro fuzilou e deixou a vantagem do adversário em apenas um gol.
A equipe de Unai Emery partiu para cima e conseguiu, aos 35, o que parecia impossível: o empate. Após cobrança de lateral, Bartra falhou e Ciro Immobile se aproveitou para cruzar para Konoplyanka mandar para a rede.
Pedro vira herói
O jogo merecia mais tempo, e teve. A decisão foi somente na prorrogação. O Barça jogou na maior parte do tempo no campo do adversário, que se fechou.
Aos nove minutos do segundo tempo da prorrogação, Pedro, que pode ter feito seu último jogo pelo clube, pegou rebote de Beto em chute de Messi e mandou para a rede. O título chegou a ficar ameaçado no fim, mas o jogo, de tirar o fôlego, teve o Barcelona como vencedor. Quinto título catalão.
Tecnologia do Blogger.