Ad Home

Dilma vai reduzir número de ministérios, anuncia ministro do Planejamento


BRASÍLIA - O ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, anunciou nesta segunda-feira que a presidente Dilma Rousseff resolveu fazer uma reforma da administração pública, reduzindo pelo menos dez ministérios, bem como o número de cargos comissionados. O governo também lançará um programa para vender imóveis da União.
A decisão foi anunciada por Dilma na reunião de coordenação política no Palácio do Planalto com seus principais ministros. Segundo Barbosa, a reforma administrativa deve ser fechada até setembro e seguirá cinco diretrizes.
— É possível você fazer a racionalização da máquina. Isso não tem uma meta pré-definida. A ideia é combinar melhoria de gestão — afirmou.
— Será possível reduzir numero de cargos comissionados. Hoje 74% são ocupados por funcionários públicos. Vamos também promover a redução no numero de cargos comissionados. Isso precisa ser conduzido com cada ministério — disse o ministro.
Ainda segundo o ministro, outra diretriz é a redução de custeio e gastos administrativos. O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, também participou do anúncio.
DILMA DISSE QUE ERA CEGUEIRA TECNOCRÁTICA
Na campanha eleitoral do ano passado, a presidente fez duras críticas a proposta de redução de ministérios. Em agosto de 2014, ela reagiu às declarações do candidato adversário Aécio Neves (PSDB) em favor da redução dos atuais 39 ministérios. Ela disse que o tucano tinha uma "cegueira tecnocrática".
- Quero saber qual (ministério) e quem vai fechar! Essas secretarias poderiam ter outro status, poderia ser apenas uma secretaria? Poderia. Não perceber (a importância) do status é uma cegueira tecnocrática - disse ela.
A petista acusou ainda o PSDB de, na gestão de Fernando Henrique Cardoso, ter tentado reduzir ao mínimo o ministério de Minas e Energia, o que, segundo ela, levou ao racionamento de água em 2002.
Um mês depois, no Rio, ela voltou a criticar a medida dizendo ser um"escândalo" querer acabar com algumas pastas.
— Acho um verdadeiro escândalo querer acabar. Criei dois ministérios. O da Aviação Civil criei pela consciência absoluta de que havia uma verdadeira revolução no transporte por aviões no Brasil. Para se ter uma ideia, em 2003 eram 33 milhões de passageiros por ano e agora é de 111 milhões de passageiros por ano. A ampliação de aeroporto no Brasil é uma exigência desse processo de inclusão social — afirmou Dilma, completando:
— Tem gente, inclusive, querendo reduzir ministérios. Vocês podem saber os ministérios que eles querem reduzir. Um deles é o da Igualdade Racial, o outro é o que luta em defesa da mulher. O outro é de Direitos Humanos. E tem um ministério que eu criei e eles estão querendo acabar que é o da Micro e Pequena Empresa — disse a presidente, citando secretarias que têm status de ministério.
Globo
Tecnologia do Blogger.