Ad Home

Brasil tem a maior renovação desde a Copa de 1950


Rs8838 ter 10
Júlio César vai para sua terceira Copa seguida pelo Brasil | Crédito: Mowa Press

O fracasso do Brasil na Copa de 2010 foi tão grande, que a seleção brasileira sofreu a maior renovação desde a Copa de 1950. Apenas quatro jogadores que estiveram na África do Sul estarão no Brasil, em 2014.
A última Copa em que o Brasil teve menos remanescentes foi justamente na Copa de 1950, que também aconteceu em solo brasileiro. Naquela ocasião, sem Copas por 12 anos devido a II Guerra Mundial, a seleção não teve nenhum convocado dentre aqueles que defenderam o Brasil em 1938.
Desde então, as maiores trocas aconteceram nas Copas de 1958 e 1978. Apenas cinco jogadores que estiveram nas Copas de 1954 e 1974 foram aos Mundiais seguintes.
Em contrapartida, o time de 1962, bicampeão do mundo, foi o único que não sofreu tantas renovações. 14 jogadores que foram campeões na Suécia, em 1958, foram ao Chile em 1962, para levantar a taça novamente.
Veja quais jogadores permaneceram na seleção Copa a Copa:
1930
24 jogadores convocados
1934
1 remanescente de 1930: Carvalho Leite.
1938
4 remanescentes de 1934: Martim, Patesko, Leônidas da Silva e Luizinho.
1950
Nenhum remanescente de 1938.
1954
6 remanescentes de 1950: Castilho, Nilton Santos, Ely, Bauer, Baltazar e Rodrigues.
1958
5 remanescentes de 1954: Castilho, Djalma Santos, Nilton Santos, Mauro e Didi.
1962
14 remanescentes de 1958: Castilho, Gilmar, Djalma Santos, Nilton Santos Mauro, Zózimo, Bellini, Zito, Didi, Garrincha, Vavá, Pelé, Zagallo e Pepe.
1966
7 remanescentes de 1962: Gilmar, Djalma Santos, Bellini, Altair, Zito, Pelé e Garrincha.
1970
6 remanescentes de 1966: Brito, Gérson, Jairzinho, Tostão, Pelé e Edu.
1974
8 remanescentes de 1970: Leão, Zé Maria, Marco Antônio, Piazza, Rivellino, Paulo César, Jaizinho e Edu.
1978
5 remanescentes de 1974: Leão, Valdir Peres, Nelinho, Rivellino e Dirceu.
1982
9 remanescentes de 1978: Carlos, Valdir Peres, Oscar, Edinho, Batista, Zico, Cerezo, Dirceu e Roberto.
1986
7 remanescentes de 1982: Carlos, Oscar, Edinho, Falcão, Júnior, Zico e Sócrates.
1990
7 remanescentes de 1986: Mauro Galvão, Branco, Alemão, Valdo, Silas, Careca e Müller.
1994
10 remanescentes de 1990: Taffarel, Jorginho, Branco, Ricardo Rocha, Aldair, Dunga, Mazinho, Bebeto, Romário e Müller.
1998
7 remanescentes de 1994: Taffarel, Cafu, Aldair, Dunga, Leonardo, Bebeto e Ronaldo.
2002
6 remanescentes de 1998: Dida, Cafu, Roberto Carlos, Rivaldo, Ronaldo e Denílson.
2006
10 remanescentes de 2002: Dida, Rogério Ceni, Cafu, Roberto Carlos, Lúcio, Gilberto Silva, Kaká, Ronaldinho Gaúcho e Ricardinho e Ronaldo.
2010
8 remanescentes de 2006: Júlio César, Gilberto, Lúcio, Juan, Luisão, Gilberto Silva, Kaká e Robinho.
2014
4 remanescentes de 2010: Júlio César, Daniel Alves, Ramires e Thiago Silva.
Fonte: PLACAR






Tecnologia do Blogger.