Ad Home

Futuro pai, Feijão garante filho tricolor e declara: "Sempre vou odiar o Vitória" 'Se torcer pelo rival, vai ser a maior decepção da minha vida', diz volanta sobre o filho. Feijão está relacionado e pode ser titular contra o Villa Nova-MG nesta quarta

Feijão; Bahia (Foto: Rafael Santana)Sujeito simpático, sorriso aberto no rosto, sempre bem humorado. Esse é Feijão. De volta ao Bahia, motivo para estar de bem com a vida é o que não falta, afinal não foram poucas as vezes em que o jovem jogador declarou amor ao clube. Desde que retornou do Flamengo, onde jogou no início do ano, a primeira vez em que o volante pisou na sala de imprensa do Fazendão foi na tarde desta terça-feira. Visivelmente mais contido, tentou ao máximo ser político, uma orientação da assessoria de imprensa do Tricolor, mas acabou escorregando ao falar sobre o Vitória.

Ao rival, Feijão já declarou ódio em outras ocasiões. Nesta terça-feira, apesar da tentativa de ser mais polido, ratificou o sentimento. E disse mais. Com a esposa grávida, o volante já dá uma orientação clara para o seu filho: ser Bahia doente.

- Sempre vou odiar o Vitória. Nunca na minha vida vou esquecer. Meu filho, que vai nascer no final do ano, tem que ser Bahia roxo. Já mandei a mulher comprar roupa de bebê do Bahia. Se torcer pelo rival, vai ser a maior decepção da minha vida – emendou o volante.

Polêmicas à parte, Feijão tem ainda mais motivos para sorrir. Ele foi regularizado na última segunda-feira, relacionado e pode entrar em campo para enfrentar o Villa Nova-MG, pela Copa do Brasil. No coletivo desta terça-feira, ele treinou entre os titulares e tem chance de sair jogando. Fahel, titular da posição, foi poupado. O jogador, que não vinha sendo muito aproveitado no Flamengo, garantiu que está bem fisicamente.

- A minha preparação física tranquila. Espero estrear amanhã [quarta-feira]. Estou à disposição para mostrar meu futebol – disse.

Feijão também falou justamente sobre o fato de não ter sido muito utilizado no clube carioca, pelo qual disputou seis jogos, um deles pela Libertadores da América. O volante confessa que sentiu vontade de voltar para o Bahia.

- Deu [vontade de voltar para o Bahia]. Time grande, quando não está sendo aproveitado, você pensa duas vezes... E pensei: 'Vou voltar para o Bahia, que é minha casa'. Estou muito feliz aqui – finalizou Feijão.
http://globoesporte.globo.com/futebol/times/bahia/
Tecnologia do Blogger.