Ad Home

Médicos suspendem sedação de Reginaldo Rossi



O cantor Reginaldo Rossi durante apresentação em palco montado no Largo do Arouche durante a Virada Cultural em 2009, no centro de São Paulo. (Foto: Renato Luiz Ferreira/Estadão Conteúdo)Os remédios para manter o cantor e compositor Reginaldo Rossi sedado foram suspensos e ele já começa a reagir aos estímulos da equipe médica. É o que diz o boletim médico divulgado na tarde deste domingo (15) pelo Hospital Memorial São José, no Recife. A equipe médica afirma que Rossi continua respirando com a ajuda de aparelhos e a hemodiálise diária ainda está programada, mas houve "evolução satisfatória dos parâmetros laboratoriais e hemodinâmicos nas últimas 24 horas". O artista está internado desde o dia 27 de novembro, tratando um câncer de pulmão.
Desde o sábado (14), Rossi não toma mais remédios para controlar a pressão segundo o médico Jorge Pinho. Ele também disse que a função renal evoluiu e houve melhora nas taxas e na defesa do corpo. Na sexta (13), o cantor terminou o primeiro ciclo de quimioterapia e continua na UTI. Como faz hemodiálise todos os dias, precisa de doações de sangue. O banco que está recebendo as doações é o Hemato, que fica na Avenida Lins Petit, número 264, no bairro da Ilha do Leite.

Celeide Rossi, 66 anos, esposa do cantor, afirma que a família está confiante na recuperação. Segundo ela, Rossi estava sedado porque pediu para não sentir dor. "Foi em pleno acordo com os médicos. Ele está tendo realmente uma melhora muito grande, acho que também resultado das preces do povo. Está todo mundo orando por ele e realmente está surpreendendo os médicos. Esse apoio tem sido maravilhoso", comentou. O filho Roberto Rossi, 35 anos, chegou do Rio de Janeiro, onde mora, na última segunda-feira (9). "Fica mais fácil estar presente, poder acompanhar tudo. Sem contar o fato que você pode dar um suporte, um apoio pessoal, um aperto de mão, um beijo, um carinho, dizer 'eu te amo", disse o rapaz.

Histórico
Em 4 de dezembro, um nódulo foi retirado da axila direita dele e submetido à biópsia. Na segunda (9), o cantor passou por um procedimento chamado toracocentese, que retirou dois litros de líquido acumulados entre a pleura e o pulmão. O resultado da biópsia, divulgado na quarta (11), confirmou o diagnóstico de câncer no pulmão.

Na primeira sessão de quimioterapia, Rossi respondeu mal e precisou de hemodiálise e remédio para controlar a pressão. No final da manhã da quinta (12), a pressão arterial se estabilizou e o funcionamento dos rins e os exames laboratoriais também melhoraram. A quantidade de remédios para controlar a pressão foi reduzida. Com o primeiro ciclo do tratamento para câncer encerrado, o paciente será monitorado por 21 dias, quando deve recomeçar o segundo ciclo.

Nascido no Recife, o cantor e compositor conhecido como o "rei do brega" tem 69 anos. Entre seus maiores sucessos estão as músicas "Garçom", "A raposa e as uvas", "Em plena lua de mel" e "Leviana". Nos dias 21 e 22 de novembro, ele se apresentou no Manhattan Café Teatro, na capital pernambucana.
G1
Tecnologia do Blogger.