Ad Home

Por vontade ou obrigação, jovens com menos de 18 anos vão às urnas em outubro

Número de jovens com menos de 18 anos cresceu cerca de 17% em comparação às eleições de 2010.
Nas eleições municipais que acontecerão em outubro deste ano, 2.913.627 adolescentes de 16 e 17 anos deverão votar pela primeira vez em todo o Brasil, segundo dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral. O número, que cresceu cerca de 17%, em comparação à eleição passada, é considerado pelo TSE, como fruto do interesse dos jovens em participar da política, principalmente municipal.
O estudante Rafael de Carvalho, 17 anos, conta que juntou a vontade de exercer seu dever de cidadão com a necessidade de possuir o título para se matricular na faculdade. "Aproveitei que ia precisar do título no final do ano para me matricular na faculdade e tirei antes das eleições. Mesmo sem obrigação de votar, quero tentar ajudar a melhorar a nossa cidade", diz.


Rafael garante que para escolher os futuros prefeito e vereador de Salvador, vai ficar atento às notícias nos veículos de comunicação. "Vou assistir aos debates, às propagandas e ler as notícias sobre os candidatos. Quero decidir o meu voto e não ser influenciado", ressalta.

Já a estudante Luciane Marques, 18 anos, que também está votando pela primeira vez, confessa que nunca teve interesse de tirar o título antes de completar a maioridade. "Como agora é uma obrigação, vou acompanhar os programas eleitorais. Não vou escolher o prefeito da minha cidade por influência da minha família ou amigos", garante Luciane.

Por fazer parte de um projeto social no bairro da Sete Portas, a estudante pode conhecer de perto o trabalho de um vereador. "Pude ver de perto como é o trabalho de um vereador, v
ejo como ele ajuda a comunidade e a importância dele para todas aquelas pessoas".



Fonte: Ibahia


Tecnologia do Blogger.