Ad Home

Cuidados com a pele durante o inverno

A dupla frio e tempo seco diminui a oleosidade natural do tecido, o que favorece o surgimento de alguns problemas, como micoses e dermatites. Confira aqui como se proteger e ficar com a tez macia e saudável.
Cotovelos e joelhos ressecados, lábios com fissuras, descamação, alergias... Quando a temperatura cai, sentimos na pele. A xerose cutânea, nome que os especialistas dão à pele seca, é um problema que aparece principalmente no inverno, mas não é só o tempo o responsável por esse ressecamento. Hábitos diários que vêm com a estação também interferem na saúde cutânea.


Se você adora uma ducha bem quente para aquecer o corpo, fique atento. A oleosidade da pele, essencial para a nossa proteção, diminui naturalmente com o clima frio e a água pelando intensifica essa perda. A dermatologista Fabiana Pedreira, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia Clínica e Cirúrgica, alerta também para o uso excessivo de buchas e sabonetes. "É importante utilizar pouquíssimo sabão e, de preferência, neutro. Passe somente nas axilas, virilhas e nádegas. No restante do corpo, apenas a espuma", recomenda.


Além da aparência ressecada, a xerose cutânea pode favorecer o surgimento de micoses e outras infecções oportunistas. Roupas de frio, sobretudo as de tecido sintético, também contribuem para que fungos e bactérias se desenvolvam, já que esses seres adoram áreas úmidas e quentes, como as dobrinhas cutâneas. "A ventilação fica prejudicada por longos períodos em regiões como virilha, embaixo dos seios e vão dos dedos dos pés", explica o dermatologista Adilson Costa, chefe do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas, no interior paulista.

Poluição
Nas grandes cidades, a pele sofre mais ainda com a sujeira do ar. Urticárias e outras dermatites, quando são alérgicas, podem ser agravadas com a poeira e a fumaça acumuladas pela falta de chuva. "Para aqueles que sabem a causa das urticárias, é fácil prevenir. No entanto, quem não sabe, é importante sempre procurar um especialista", aconselha Costa.

Homens, esse papo também é com vocês
Por fatores hormonais, a tez masculina costuma ser mais oleosa e mais espessa. Mas isso não significa que os homens estejam livres do ressecamento e da descamação intensificada pelos dias mais frios. É importante ter cuidado ao fazer a barba, por exemplo, para evitar o surgimento e o agravamento de pelos encravados e da foliculite. "Para uma pele saudável e sem irritações, use creme pré-barba, que hidrata a pele e amolece os pelos", indica Fabiana Pedreira. Outros truques também são citados por Adilson Costa, como a importância de se usar lâminas novas. "Passe-a no sentido do crescimento dos pelos e evite loções com álcool. Dê preferência aos produtos com poder calmante, com vitamina E e extrato de camomila", explica.

Cuidados essenciais
Elencamos abaixo seis atitudes para você passar esse inverno com a pele hidratada

1  Tome banhos mornos e rápidos. Escolha a temperatura com base no seu conforto, mas lembre-se que, quanto mais quente, mais rápido deve ser para evitar que acelere o ressecamento da pele.
2  Evite o uso de buchas e o excesso de sabonete. Opte sempre pelo sabão neutro e abuse da espuma no corpo e no rosto, passe diretamente somente nas axilas, virilhas e nádegas. 
3  Está muito frio para passar o creme hidratante? Aposte em óleos corporais durante o banho.
4  Mantenha loções para corpo e rosto além de hidratantes labiais sempre ao alcance. Mesmo no inverno, vale dar preferência a produtos com fator de proteção solar.
5  Beba sempre bastante água. Chás também são boas opções para se hidratar durante o frio.
6  Qualquer sinal de irritação ou vermelhidão fora do comum, procure um dermatologista.
Tecnologia do Blogger.