Ad Home

Dow Química anuncia fechamento de fábrica em Camaçari, na Bahia

Funcionários da planta TDI podem ser realocados, afirma empresa.
Falta de lucratividade pesou na decisão de corporação norte-americana.


A The Dow Chemical Company (Dow Brasil) anunciou, nesta segunda-feira (2), o fechamento da fábrica de tolueno diisocianato (TDI) que funciona no Polo Petroquímico de Camaçari, região metropolitana de Salvador, como parte do programa de redução de custo diante da crise econômica europeia.

Os 123 funcionários empregados pela subsidiária baiana na corporação norte-americana terão a opção de serem realocados para outras unidades e receberão um pacote de benefícios, segundo informa nota divulgada nesta manhã. A unidade de tolueno diisocianato foi inaugurada em 1979 e incorporada à Dow em 1998. O TDI é utilizado como matéria-prima para a fabricação de espumas flexíveis, tintas, vernizes, adesivos, carpetes e selantes.

De acordo com o comunicado, a decisão de interromper as atividades levou em conta a avaliação de competitividade a longo prazo e as metas de meio ambiente, saúde e segurança da multinacional. Uma análise de risco teria apontado a necessidade de investimentos adicionais "significativos" para que a planta estivesse em conformidade com os padrões da própria empresa, porém o esforço não é compensado pelo lucro.

"A planta não tem sido lucrativa nos últimos anos e os investimentos adicionais requeridos tornariam a operação economicamente inviável. Finalmente, durante o período necessário para a implementação de novos investimentos, a operação da planta teria um nível de risco indesejado e elevado", afirma a nota. A Dow Brasil possui 15 unidades no Brasil, sendo que as maiores funcionam em Aratu, também na Bahia, e em Guarujá, em São Paulo.



Fonte: G1BA


Tecnologia do Blogger.