Ad Home

Salvador de ontem nos dias de hoje: veja fotos antigas e atuais da capital

Fotos antigas e fotografou os mesmos locais atualmente.
Da Cidade Alta à Cidade Baixa, do antigo ao moderno, veja o que mudou.
Vista da Ponta do Humaitá, na cidade baixa, em foto antiga. (Foto: Arquivo Municipal/Fundação Gregório de Matos)
Vista da Ponta do Humaitá, na Cidade Baixa, em foto antiga
Para homenagear os 463 anos de Salvador, comemorados nesta quinta-feira (29), foi preparado uma galeria de fotos especial para resgatar a memória e comparar com o momento atual dos pontos turísticos e locais emblemáticos da primeira capital do Brasil. A ideia é mostrar o que mudou em cada local fotografado, inclusive na tentativa, quando possível, de manter o mesmo ponto e enquadramentos registrados nas imagens em preto e branco.
Ponta do Humaitá atual. (Foto: Egi Santana/G1)
            Ponta do Humaitá em 2012
As imagens antigas da cidade foram cedidas pela Fundação Gregório de Matos (FGM) e fazem parte do Arquivo Histórico Municipal de Salvador, que é composto por quatro coleções que foram cedidas ao município: a da Prefeitura Municipal de Salvador, a do Diário de Notícias, a do jornal Estado de São Paulo e a coleção do professor Renato Berbert de Castro.


Segundo a responsável pelo setor de arquivos audiovisuais da Fundação Gregório de Matos, Neusa Carvalho, a maioria das imagens não possui referência em relação à época em que foi registrada, porém, a maior parte do acervo é composta por fotografias datadas entre as décadas de 30 e 50.
Rua do bairro do Curuzu, em Salvador. (Foto: Arquivo Municipal/Fundação Gregório de Matos)
          Rua do bairro do Curuzu
Neusa Machado destacou a importância histórica do acervo da capital para a reconstrução da história do Brasil. “Nós somos visitados por pessoas do mundo inteiro, entre estudantes de mestrado, doutorado, turistas de todos os lugares e entusiastas da história. Podemos ver aqui, todos os dias, o quanto o arquivo histórico de Salvador é da maior importância para nós e também para o Brasil e o mundo. Todo esse registro constrói a história do nosso país. É um orgulho”, diz.






Tecnologia do Blogger.