Ad Home

Jornal lista 10 hábitos que ajudam os casais a serem felizes

Com mudanças simples, a convivência a dois pode ser fortalecida e o relacionamento só tem a ganhar.
Com mudanças simples, a convivência a dois pode ser fortalecida e o relacionamento só tem a ganhar. Foto: Getty Images 
Ver casais felizes circulando pelas ruas é uma boa oportunidade para praticar o exercício da autoanálise. Aproveite o momento para se perguntar: formamos um casal feliz? A provocação foi feita pelo jornal Huffington Post, que listou 10 dicas simples para fortalecer a conexão entre duas pessoas, melhorar as habilidades de comunicação e melhorar a relação como um todo.


Segundo o jornal, ainda que você coloque em prática as dicas e seu parceiro não, os efeitos podem ser surpreendentes. Algumas dicas também se aplicam muito bem à vida familiar. Confira abaixo.


1. Compre as brigas certas
Antes de ficar irritada e reprimir seu companheiro por ter cometido um erro, ou feito algo que você pediu para não fazer, pare e pergunte para si própria a sábia questão: "isso me afeta?". Se a resposta for "não", evite brigar. Afinal, é o seu companheiro que terá que lidar com as consequências do que fez, não você.


2. Seja uma detetive
Quando seu parceiro comete um erro que afeta você, mais do que ser hostil, procure descobrir o que realmente aconteceu. Faça perguntas neutras e respeitosas como "Você poderia me dizer o que aconteceu?", ou, "Eu não entendi. Perdi algo?". Você poderá descobrir uma boa razão para ele ter cometido tal erro, e, assim, evitar mais uma discussão à toa.


3. Reclame com impacto
Quando tiver uma reclamação, diga o que você quer, não o que você não quer. Por exemplo, ao invés de dizer "Saia do computador", use uma aproximação mais positiva, como "Preciso da sua companhia. Venha comigo aqui para a sala".


4. Exclua o "tanto faz" do vocabulário
Ser uma pessoa passiva, usando sempre o termo "tanto faz", pode até temporariamente evitar algumas discussões. Mas a prática acaba gerando ressentimento, porque faz com que a maioria das decisões seja feita por seu parceiro - isso pode ser estressante. Ao invés disso, tenha uma opinião sobre as coisas e compartilhe.


5. Crie políticas
Se o seu parceiro faz algo que incomoda você, como gastar muito ou fazer planos para os dois sem consultá-la, não apele para o comum argumento: "como você pode?". No lugar, mantenha o foco no futuro criando soluções com base em políticas como: "a partir de agora, podemos estabelecer um limite para os gastos pessoais?", ou: "vamos combinar de conversar antes de fazer planos que envolvam os dois?".


6. Mostre que se importa
Esqueça a ideia de que sua relação é infalível. A partir de agora, se você souber que alguém da sua família tiver uma reunião importante, uma consulta médica ou evento, não negligencie isso - ao contrário, respeite. Ligue, mande email, SMS, ou pergunte pessoalmente: "Como foi?". Essa frase transmite uma mensagem clara: "eu me preocupo com você".


7. Evite argumentos factuais
Você e seu parceiro vivem discutindo sobre o nome de um restaurante que tiveram uma vez, um endereço, o aniversário de alguém ou um fato histórico? Então estão fadados a discutirem com argumentos fracos. Pare a discussão e procure na Internet o fato correto, ligue para um amigo ou simplesmente dirija até o local.


8. Explique-se ao se desculpar
Dizer apenas "Me desculpe" pode ser uma forma negativa de pedir perdão sobre algo, porque nem sempre é algo sincero e pode até dar início a uma nova briga. Da próxima vez, inclua uma explicação: "Sinto muito porque..." e compartilhe sua dor com seu parceiro para prevenir que os erros se repitam. Pesquisas mostram que quando se adiciona a "cláusula" do problema as palavras podem ser mais persuasivas.


9. Criem limites
Você já ficou brava com seu parceiro por ele ter revelado algo a outras pessoas que você considerava muito particular? Como problemas de saúde, de disciplina das crianças, inseguranças relacionadas ao trabalho ou discordâncias da relação? Se sim, ignore o "como você pôde fazer isso?" e estabeleça um limite: cheguem a um acordo sobre os tópicos privados para se certificar que nenhum dos dois vai comentar sobre isso acidentalmente.


10. Completem-se
A maioria dos casais que estão rumo ao divórcio não sente que completa um ao outro. Uma pesquisa feita online feita pelo jornal, foi perguntado para as pessoas "Você prefere que seu parceiro faça elogios a você por ser gentil ou por manter uma boa aparência"? O resultado mostrou que 84% das pessoas disseram "gentil". A lição: encontre oportunidades diárias para reconhecer seu parceiro por alguma caraterística boa. Por exemplo: "você é um ótimo pai", ou, "você é tão atencioso".




Fonte:  Mulheres.Terra
Tecnologia do Blogger.