Ad Home

Cláudia Ohana: 'Quero que gostem de mim, sou carente'


Atriz é protagonista de 'Novela das 8', filme ambientado no auge da febre disco e do fenômeno 'Dancing Days'.
Para toda uma geração, Cláudia Ohana é uma atriz de TV conhecida por seu trabalho em novelas e um ensaio "cabeludo" para a revista Playboy. Nem sempre foi assim. Na década de 1980, Ohana fez nada menos do que 13 filmes, boa parte deles com seu marido à epoca, o diretor Ruy Guerra. Mais de 20 anos depois, ela volta a protagonizar um longa-metragem, o abrangente "A Novela das 8", em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Situado no auge da febre disco e do fenômeno "Dancin' Days", o filme traz a atriz como a empregada de uma garota de programa (Vanessa Giácomo). Ela precisa fugir com a patroa depois da morte de um cliente. A trama gira em torno da oposição à ditadura, da caça aos dissidentes do regime militar e até do despertar sexual de um adolescente gay, numa mistura de histórias que procura homenagear a telenovela.

Gênero que tomou conta da carreira de Ohana desde "Vamp", um sucesso estrondoso há 20 anos e que marcou época. Antes disso, porém, ela era conhecida do público por filmes como "Ópera do Malandro", "Menino do Rio", "Beijo na Boca", "Luzia Homem" e "Erendira", este último um sucesso de crítica que disputou a Palma de Ouro de Cannes em 1984 e serviu como um trampolim para a atriz tentar uma carreira internacional.



Fonte: IG

Tecnologia do Blogger.