Ad Home

Turistas espanhóis terão mais exigências

Baseado no princípio da reciprocidade, Itamaraty endurece regras em abril. Passaporte deverá ter pelo menos 6 meses de validade

As exigências para a entrada de turistas espanhóis no Brasil ficarão mais rígidas a partir de abril. Segundo o Ministério das Relações Exteriores, a decisão é baseada no princípio diplomático da reciprocidade.

De acordo com as novas regras, que começam a valer no dia 2 de abril, os turistas espanhóis terão de estar com o passaporte válido por no mínimo seis meses e comprovar que possuem condições financeiras para arcar com até R$ 170 de despesas por dia no território brasileiro.

Além disso, também serão exigidos comprovantes de passagens de ida e volta, documentos de reserva em hotéis ou uma carta-convite com a assinatura do proprietário da residência, caso forem se hospedar na casa de amigos ou parentes.

As solicitações são muito parecidas com as impostas pelo governo espanhol ao turistas brasileiros. Em 2010, 1.813 foram impedidos de entrar no país europeu, segundo a agência europeia de controle de fronteiras, Frontex.

De acordo com a agência, os brasileiros são os estrangeiros que mais tiveram a entrada recusada nos aeroportos da União Europeia em 2010 e o sexto grupo com mais permanências ilegais detectadas. Quase 30% dos casos aconteceram na Espanha.

O Itamaraty nega que a medida seja uma retaliação às humilhações sofridas por brasileiros na Espanha. Muitos relataram casos de discriminação e preconceito, além de serem impedidos de se comunicar com autoridades nacionais.

Em junho do ano passado, o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, esteve no Congresso Nacional, e conversou com os parlamentares sobre as queixas dos brasileiros impedidos de entrar na Espanha. Na ocasião ele disse ter conversado com a chanceler espanhola, Trinidad Jiménez, alertando sobre a possibilidade de o país adotar o princípio da reciprocidade e aumentar as exigências para os espanhóis.

Do Metro
Tecnologia do Blogger.