Ad Home

Sobe para 50 o número de mortos na Argentina

  Acidente de trem em Buenos Aires deixou também 675 feridos, sendo 200 em estado grave

Sobe para 50 o número de mortos no grave acidente de trem ocorrido ontem em Buenos Aires, capital da Argentina. As autoridades informam que 675 pessoas estão feridas, sendo 200 em estado grave.

O governo argentino garante que não houve falha mecânica no acidente ferroviário. Uma das composições não parou numa das estações mais movimentadas da capital.

Ontem, o governo argentino defendeu o maquinista que conduzia o trem. "É um jovem de 28 anos, com um currículo muito bom, e estava descansado no momento que ocorreu o acidente porque tinha iniciado o serviço algumas estações antes", disse ontem o secretário de Transporte do governo federal, Juan Pablo Schiavi. O condutor que está hospitalizado em terapia intensiva, mas não corre risco de morrer.

O acidente

O trem, com cerca de 2.000 passageiros, da companhia privada TBA, chocou-se nesta quarta-feira contra a estação terminal Once, em Buenos Aires, no terceiro acidente mais grave da história ferroviária argentina. "O país está de luto, queremos ver se isso foi verdadeiramente um acidente", disse Schiavi.

O ministro afirmou que, segundo as medições do GPS, o trem vinha diminuindo a velocidade no trecho final para entrar no terminal aos "39 km por hora até 20 km por hora a 40 metros do pára-choque contra o qual acabou se chocando.

"Aqui não sabemos o que aconteceu, mas temos inclusive o registro de vozes na cabine, entre o condutor e o encarregado de linha e o entregamos à Justiça, assim como a filmagem da câmera fixa" do trem, disse. Schiavi admitiu que o primeiro e o segundo vagão, onde houve o maior número de vítimas, "vinham abarrotados de passageiros, o que fez com que o acidente se tornasse uma tragédia", mas assegurou que o total de pessoas do vagão correspondia à capacidade permitida.

O ministro assegurou que o governo "está levando adiante uma investigação administrativa e técnica muito profunda, temos os dados objetivos que não vão levar em pouco tempo à verdade" sobre o ocorrido.
Tecnologia do Blogger.