Ad Home

Oncologista fala sobre câncer na região pélvica, tumor que acomete Hugo Chávez

Site vazou troca de e-mails que especulam sobre piora do estado de saúde do presidente venezuelano.

Aparições públicas prejudicam o tratamento, dizem médicos
JUAN BARRETO / AFP

Poucos detalhes se sabe sobre a doença do presidente da Venezuela, Hugo Chávez. Quando começou o tratamento, falou em tumor na região pélvica, e parou por aí. Na terça-feira, o enigma da doença de Chávez ganhou novos contornos quando o vice-presidente do país, Elías Jaua, leu um comunicado da tribuna da Assembleia Nacional da Venezuela dizendo que a cirurgia para extirpar o tumor foi bem-sucedida. Por outro lado, documentos de espionagem vazados esta semana pela rede WikiLeaks dão conta de que o estado de saúde de Chávez seria bem mais grave.

As especulações passam pela possibilidade de o câncer ter se espalhado para outros órgãos e ainda revela críticas da equipe médica russa sobre o primeiro tratamento de Chávez, em junho de 2011, quando foi operado de um abscesso pélvico em Havana, segundo os russo, de forma "incorreta". A versão espanhola do jornal Público noticiou que a equipe médica garante que o câncer de Chávez "se estendeu para os nódulos linfáticos e a medula espinhal" e que ele seria um "paciente muito difícil de tratar", porque interrompe o tratamento quando precisa aparecer em público.

Apesar das informações desencontradas e de haver poucos detalhes sobre o tumor do presidente venezuelano, o chefe do Serviço de Cirurgia Oncológica da Santa Casa de Porto Alegre e professor da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto, Antonio Kalil, aceitou responder algumas perguntas sobre doenças na região pélvica. Confira: 

Chávez afirma ter um tumor na região pélvica. Qual seria o tipo mais provável?
Com as notícias que se tem é difícil saber qual é a origem exata do tumor, se do intestino, de próstata, etc. Tumores de intestino são tratados com cirurgia e, dependendo da localização, associa-se à quimioterapia e radioterapia. O fato de Chávez ter feito quimioterapia sugere que seja possível que o tumor primário seja do intestino, mas não se pode afirmar com certeza.

Poucos meses após a primeira cirurgia, Chávez afirmou que estava curado. É possível alguém estar curado em um período tão curto?
Nem após um ano é possível dizer que se está curado. Todo tumor precisa de um período mínimo de cinco anos para podermos dizer que está controlado. Mesmo quando se opera um tumor precoce, é preciso aguardar para ver se irá voltar.

O que significa a volta do tumor na mesma região do primeiro?
Tendo reaparecido uma lesão próxima à mesma região, é muito provável que tenha relação com o mesmo tumor. Se tem relação com o primeiro, significa que a doença não está controlada e que poderá precisar de uma nova quimioterapia associada à cirurgia, mas isto também depende do tipo de tumor primário.

O que a aparência inchada de Chávez pode indicar?
É difícil fazer uma leitura sobre isso. Há muitos medicamentos que poderiam estar associados, como alguns quimioterápicos ou até estimuladores de apetites. 

A medicina cubana na área de oncologia é de qualidade?
A medicina em Cuba é mais voltada para a medicina da família. Não há pesquisas importantes sobre câncer. Não há nenhum grupo de Havana que tenha pesquisas importantes em câncer de intestino ou de próstata, por exemplo. É pouco provável que Chávez receba um tratamento de ponta nessa área. É provável que Chávez tenha optado por Cuba apenas para se esconder. 

É possível manter um ritmo como o de campanha eleitoral em pleno tratamento?
É possível manter um ritmo intenso mesmo se submetendo a sessões de quimioterapia. Há alguns períodos mais difíceis, logo após as sessões, mas muitas vezes depois, a pessoa se sente bem. As reações variam para cada pessoa. De qualquer forma, os próximos meses serão complicados. É preciso passar pela recuperação da cirurgia e, provavelmente, uma nova quimioterapia. Será um periódo em que ele estará mais debilitado. 

Um tumor de 2cm de diâmetro é considerado avançado?
Normalmente, 2cm é pequeno, mas se é a volta do tumor, não seria mais precoce, seria uma forma mais avançada,que necessitaria um tratamento mais agressivo.

É possível estimar quanto tempo ele teria de vida?
Parece claro que aconteceu uma recorrência do tumor. Seria importante saber se é só a lesão de 2cm, como Chávez, diz ou se há doença em outros locais para se ter uma noção para prognóstico a longo prazo. Há pacientes que realizam duas, três cirurgias, quatro e estão muito bem. Tem um tempo de vida muito prolongado e podem pensar em cura.


Fonte: ZeroHora
Tecnologia do Blogger.