Ad Home

Homem paga R$ 20 a adolescentes para salvar vida de porco-espinho

Animal foi encontrado em bairro Ceasa, um dos últimos de Salvador.
Morador diz que rapazes iriam matar bicho com a intenção de comê-lo. 

Porco-espinho  (Foto: Reprodução/TV Bahia) 
Porco-espinho sobrevive após cair na pista
Um morador de Salvador contou, nesta terça-feira (28), que pagou R$ 20 a adolescentes para salvar a vida de um porco-espinho. O caso ocorreu na tarde de segunda-feira (27), na localidade Jardim Campo Verde, no bairro Ceasa, já na divisa com a cidade de Simões Filho, região metropolitana. Segundo Aílton Sampaio, os adolescentes, que encontraram o animal na pista, logo aceitaram a proposta. "Eles iam levar para comer. O pessoal come muito esses bichos por aqui", disse. 
O morador acionou o Ibama, mas conta que o órgão ainda não enviou uma equipe para recolher o animal silvestre em sua casa. "Disseram para eu levar lá, mas eu estava sem carro e não ia levar de ônibus, até porque podiam achar que eu estava traficando", comenta.

De acordo com Aílton, devido ao desmatamento que ocorre em sua vizinhança, é muito comum a aparição de animais na zona urbana. "Aparece jiboia, sucuri, tamanduá. É muito animal, vivo e morto. Esse só ficou com o pezinho arranhado, mas não tem comido. A gente dá fruta, tudo o que dá ele não come", afirma. Aílton relata que o porco está sob cuidados dele, da esposa e do filho. "Quando nós pegamos, ele fica arrepiado, mas não ataca não", conta.
O nome popular do animal é "Luís Caxeiro", segundo a bióloga  Conceição Pires, do Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas),  órgão do Ibama. De acordo com a especialista, pelo menos duas espécies são comuns em Salvador e região metropolitana - uma delas, chamada de "escuro", está ameaçada de extinção. Até o início da tarde desta terça-feira (28), o Ibama não havia resgatado o porco-espinho. 
Porco-espinho  (Foto: Reprodução/TV Bahia) 
Porco-espinho é conhecido popularmente como "Luís Caxeiro", diz especialista.
Fonte:G1
Tecnologia do Blogger.