Ad Home

Fique alerta aos perigos dos óculos escuros falsificados para os olhos

 Muitos consumidores não desconfiam dos danos que podem causar o uso de um produto sem proteção adequada

Um levantamento da Associação Brasileira da Indústria Óptica acusa que sete milhões dos 24 milhões de óculos de sol produzidos todo ano no país são piratas e ilegais. O problema é que o barato pode sair caro para a saúde dos olhos. Quase todos esses acessórios não possuem lentes que barram os raios ultravioleta.

"Essa radiação acelera o aparecimento da catarata e contribui para a degeneração macular, doença que tira a visão central", alerta o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, do instituto Penido Burnier, em campinas, no interior paulista.

Quando o indivíduo usa óculos escuros, a pupila - aquele círculo negro no meio do olho - aumenta de tamanho para absorver mais luz. Se os óculos não tiverem barreira contra raios ultravioleta, não serão capazes de proteger os olhos da luz.

Sem a proteção da lente e com a pupila dilatada, os raios solares penetram ainda mais, causando danos em regiões como o cristalino e a retina, o que favorece, respectivamente, a catarata e a degeneração.

Até mesmo armações originais podem alojar lentes fajutas. Por isso, na hora de comprar, verifique se os óculos têm um selo de autenticação ou exija um teste que mede a proteção contra os raios ultravioleta.
Saúde
Tecnologia do Blogger.